quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Snacks Saudáveis #1: Bolachas de Figo, Alfarroba e Frutos Secos


Ora o ano letivo começou e é necessário pensar em coisas rápidas de comer, que saciem, sejam saudáveis e saborosas :) e digo-vos uma bolachinha destas com uma peça de fruta e aguinha fica-se sem fome num instante... para mim são ideais porque não tenho horário de lanche!!!

Estas bolachinhas saudáveis foram adaptadas do sítio Comedores de Paisagem e têm o link da receita original aqui: http://comedoresdepaisagem.com/petiscos-festival/

Aqui vos deixo a receita que fiz:

1 + 1/4 de chávena de chá de amêndoas (ou outro a vosso gosto)
1 + 1/2 de chávena de chá de figos secos
1 colher de sopa de sementes de linhaça
1 colher de sopa de sementes de cânhamo
3/4 de chávena de chá de cajus
1 colher de chá de canela em pó
2 colheres de sopa de farinha de alfarroba
1 colher de sopa de óleo de coco (ou azeite)
1 pitada de sal

Coloque tudo num processador de alimentos (já sabem, usei a Bimby) e triturem bem.
Retirem a massa resultante e façam bolinhas, coloquem num tabuleiro forrado com papel vegetal e levem ao forno para secar. Cerca de 15 a 20 minutos a 175 ºC.

Apreciem ;)

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Calda de Pimentos Vermelhos


Sempre que chega o Verão a minha mãe pede logo para que se deixem os pimentos ficar nos pimenteiros a avermelhar... quase que não consigo apanhar um verde!!!

Ela aproveita para fazer calda de pimentão para usar ao longo do ano nos cozinhados cá de casa.

Ora o Verão chegou ao fim mas ainda por cá apareceram uns pimentos vermelhos vindos da horta, e acho que não são os últimos! Ainda está  calor pelo Algarve e os pimenteiros estão carregados!!! Ou seja, esta não foi a última calda de pimentos a ser feita por cá!!!

Desta vez quis aprender como se faz :) e aqui vos deixo as indicações de como foi feita esta calda de pimentos vermelhos, que também chamamos de calda de pimentão!

Pimentos vermelhos (a quantidade que desejar)
Sal grosso
Água
Azeite

Lave os pimentos, abra-os ao meio e tire todas as sementes. Coloque uma camada de pimentos num escorredor e polvilhe com sal de forma generosa. Repita outra camada de pimentos, outra de sal... até terminar os pimentos. Deixe repousar de uma dia para o outro (ou seja, 24h).
Os pimentos vão ficar como que cozidos do sal (ficam com aspeto murcho) e libertam água (que deve depois deitar fora - é uma espécie de salmoura que não deve ser aproveitada).
Coloque os pimentos num tacho/panela, coloque um pouco de àgua (até cobrir) e leve a cozer 20 minutos. Escorra a àgua e triture tudo! Coloque em taças ou em frascos esterilizados e regue com um pouco de azeite (ajuda a conservar e evita que crie bolor) e guarde no frio.

Está pronto! Agora é só ir usando para temperar carnes ou para colocar (em quantidades pequenas por causa do sal) nalguns pratos onde fique bem o gosto do pimento.

Dicas:
- cozemos os pimentos na Bimby e reduzimos a puré com a ajuda da maquineta (por ser mais prático)
- costumamos congelar, por isso colocamos a calda em taças de plástico ;)

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Manteigas Saudáveis #1: Manteiga de Abacate e Cacau


A receita desta manteiga vegetal foi retirada do livro Manhãs com Segredos de Samanta McMurry do blog Eat Love.

Mais uma receita super simples que retiro deste livro e que fica maravilhosa :) ideal para barrar no pão ou em bolachinhas ou tostas, para o pequeno almoço ou para o lanche.

Cá vai a receita:

1 abacate médio e bem maduro
2 colheres de sopa de caucau em pó
1 colher de sopa de açúcar mascavado (o original era açúcar de coco)
1 colher de chá de óleo de coco (ou azeite)

Coloque tudo num processador de alimentos (usei a Bimby) e triture até obter um creme homogéneo.
E está pronto :) super rápido certo??!!
Coloque numa taça ou num frasco e guarde no frigorifico.

Apreciem ;)

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Pudins de Chia com Morangos e Banana



Este pudins foram adaptados do livro Manhãs com Segredos da Samanta McMurry, autora do blog Eat Love... o meu blog preferido :)

Desde que os descobri que não quero outra coisa: são deliciosos, saudáveis, saciantes e perfeitos para levar para o lanche... os miúdos é que ficam a olhar para mim de cada vez que saco o frasco para comer o pudim!!! O que é isso? é logo a pergunta que oiço... e depois lá tenho de explicar mais ou menos o que é... ao menos as criaturinhas ficam informadas destas coisas eheheh

Bom, vamos à receita deste maravilhoso pudim (para 1 frasco):

1,5 dl de leite de coco (ou outro à sua escolha) - ver receita aqui
3 colheres de sopa de sementes de chia
6 morangos em puré (pode deixar inteiros se preferir ou usar dos congelados)
1 banana pequena

Coloque o leite no frasco e junte as sementes de chia. Mexa bem.
Deixe repousar cerca de 8 horas no frigorifico (para que as sementes hidratem e gelifiquem).
Adicione o puré de morango e a banana às rodelas.
Está pronto a consumir :)

Dicas:
- use frascos aproveitados de legumes de conserva
- faça isto à noite, antes de se ir deitar, para poder terminar de manhã e levar para o trabalho

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Leites Vegetais #1: Leite de Coco


É a primeira publicação que faço sobre leites vegetais e começo logo pelo meu preferido :) até agora, de todos os que provei e fiz este é o que mais gosto... talvez por ser o que aparenta ser menos saudável e ter mais gordura, é também dos que acho mais saborosos! A seguir a este vem o de amêndoa... hummmm, estou a ficar com ideias eheheheh

Bom, os leites vegetais há muito que fazem parte do meu dia... comecei há muitos anos a consumir o de soja, só mesmo por uma questão de ser mais saudável, mas há uns anos atrás descobri que não posso consumir muitos alimentos à base de soja (incompatibilidade com a medição que tomo para o hipotiroidismo!) e desde então que evito a soja... por isso quando surgiram os outros 'leites' comecei logo a experimentar. Depois passei a consumir por necessidade, pois tenho notado alguma dificuldade na digestão dos leites de origem animal, principalmente desde que não tenho vesícula!

Fazer leites vegetais em casa é muito fácil e temos a certeza que são super saudáveis (sabemos o que está lá dentro!).

A partir de hoje vou tentar publicar uma receita de um leite vegetal todas as semanas (vamos lá ver se consigo cumprir este desafio a que me auto propus).

Aqui vai a receita do leite de coco, que pode ser utilizado para consumir assim ou para cozinhar doces e salgados:

1 L de água
150g de coco ralado seco (pode ser do fresco se preferirem)

Coloque a água num tacho e leve ao lume até levantar fervura.
Adicione o coco e deixe ferver uns 5 minutos.
Retire do lume e triture bem (uso a Bimby, mas podem utilizar um liquidificador ou a varinha mágica).
Coe a mistura usando um coador com uma compressa (há quem use aqueles coadores de tecido... eu não consigo, diga-se que me faz impressão... esquisitices minhas!). Vá espremendo a mistura que fica na compressa até terminar toda a mistura de água e coco.
Passe o liquido coado para uma garrafa, deixe arrefecer antes de fechar a garrafa e tem o leite de coco pronto.
Guarde no frigorifico por 3 a 4 dias.

Dicas
- se preferir pode juntar um adoçante ou açúcar ao leite
- o coco que ficou na compressa pode ser guardado para fazer outras receitas ou até reutilizado para fazer nova receita de leite (congele para que não se estrague)
- use uma garrafa aproveitada de outro ingrediente, por exemplo a da foto é de uma garrafa de polpa de tomate (que se compra quando os tomates da horta já se foram e os de supermercado são verdes)
- uso destas compressas da Wells:

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Compota de Limão, Courgette e Gengibre


Esta compota foi feita no início do verão, para aproveitar os montes de limões que o limoeiro daqui produz (está sempre cheio!) e algumas das courgettes que vieram da horta :) depois ainda se junta um ingrediente que adoro: o gengibre!

Não é muito doce e é ácida, portanto é só mesmo para quem aprecia a acidez dos citrinos (que é o meu caso). É ideal para oferecer a quem não é muito fã de doces e aprecia assim uma coisita mais 'azeda'. Já ofereci (a quem sei que aprecia este tipo de doce) e tenho dois frasquinhos reservados para oferecer no Natal ;)

A ideia foi tirada da revista Sabe bem faz bem! Do Pingo Doce de novembro/dezembro de 2014.

Bom, aqui vai a receita:

1kg de courgettes
4 limões
2 cm de gengibre fresco
600g de açúcar

Descasque as courgettes, corte aos cubinhos e coloque num tacho.
Lave bem os limões, tire a parte amarela de todos (o chamado vidrado) e reserve.
Esprema dois limões, deite o sumo sobre as courgettes e leve ao lume para cozinhar, tapado e em lume brando, cerca de 20 minutos. Reduza a puré (com a varinha mágica ou com o garfo se vir que é possível).
Retire toda a parte branca (esponjosa) dos outros dois limões, corte-os em rodelas finas e vá tirando os caroços que encontrar. Coloque no tacho juntamente com o açúcar e todo o sumo que conseguir aproveitar do corte dos limões em rodelas (fiz o corte dos limões numa tábua de corte por isso aproveitei o líquido que ficou em cima).
Corte metade do vidrado de limão que reservou em tiras bem fininhas e coloque-as no tacho juntamente com o gengibre ralado.
Leve tudo ao lume cerca de 45 minutos, mexendo frequentemente.
Coloque a compota em frascos esterilizados, feche-os (ainda quentes) e vire-os de cabeça para baixo até arrefecer (isto ajuda a criar vácuo natural e conserva melhor o doce).

Apreciem ;)

terça-feira, 22 de setembro de 2015

Um presente de aniversário caseiro :) e o bolo da aniversariante

Sempre gostei de oferecer coisas feitas por mim... 
Como sempre gostei de fazer bolos, comecei por, de vez em quando, fazer os bolos de aniversário como forma de presente. E a coisa corria bem!!!

Entretanto, em 2012 vi-me sem trabalho e com alguma dificuldade em consegui-lo, apesar das infinitas tentativas... desde então que não consigo colocação :( 

Vá, chega de lamúrias e tristeza... Temos de procurar outros caminhos.

E porque a vida é feita de lutas e conquistas, pus em prática um plano B: fazer bolos para festas encomendados pelos amigos! A 'coisa' tornou-se séria: recebo pedidos com alguma frequência eheheheh

Bom, mas ao que interessa ;)

A filha de uma amiga fez anos, a moça adora fazer doces e por as mãos na massa!!! Então lembrei-me de lhe oferecer uma receita de bolachinhas no frasco (que chamei de Cookies de Pintarolas) e uns bombons feitos por mim (um miminho já pronto sabe sempre bem).


A ideia para as bolachinhas vi no sitio Bakerella e adaptei. 


Neste caso não nos podemos esquecer de colocar as indicações de como usar o conteúdo do frasco e também de tudo o que está lá dentro (para o caso de quererem repetir a receita). Ah, o frasco foi reutilizado ;)

Os bombons aprendi num workshop em 2013 e só os tinha feito uma vez desde então (para o Natal desse ano!), mas parece que não lhe perdi o jeito!!! Temperar chocolate não é tarefa fácil e rápida, mas fica prometido que farei um post a explicar como fiz (que foi como aprendi). As caixinhas de papel também foram feitas por mim e logo mostro como fazer ;) prometido!!!

Bombons de chocolate de leite com recheio de: (1) creme de avelãs e (2) limão
O bolo da aniversariante também foi feito por mim :) 


Foi bolo de chocolate com recheio de brigadeiro e a decoração foi feita em pasta de açúcar.
Dizem por aí que estava muito bom :)



segunda-feira, 21 de setembro de 2015

1000 visualizações!!!

Hoje foi o dia em que este blog atingiu as 1000 visualizações!!! Iupiiiiiiiiiii :)

Obrigada a todos os que por aqui passam, aos que são meus seguidores e aos membros... É verdade que são poucas visualizações comparando com a maior parte dos blogs que visito, mas para mim é muito, e não podemos esquecer que este blog existe há umas míseras 3 semanas e meia ;) pouco a pouco os objetivos vão sendo alcançados. O primeiro já está, o segundo está quase ;)

Um bem haja a todos vós.

Beijinhos

Bruna

Bolo de Laranja (bimby/liquidificador)


A receita deste bolo é do livro de receitas base da Bimby mas já o fazia antes de ter a dita cuja... fazia no liquidificador!!! E é por isso que o chamo assim ;)

É uma delícia, deixa a casa perfumada de laranja e só dá vontade de atacar eheheheh Também já o fiz com limão, fica igualmente bom mas não podemos esquecer que o limão é mais ácido.

Todas as semanas faço um a dois bolos para casa, pois há quem por cá exija bolo (sempre!) ao pequeno almoço. Por isso tenho de estar sempre à procura de novas receitas e, de vez em quando, repito os que fazem mais sucesso... como é o caso deste bolinho :)

Cá vai a receita (dá um bolo grandinho):

Sumo de 2 laranjas
1 laranja inteira (com casca e tudo!)
250g de açúcar
100g de óleo
4 ovos
300g de farinha
1 colher de sopa de fermento em pó

No liquidificador: coloque o sumo das laranjas e a laranja aos bocados no copo, pique bem. Adicione o açúcar, o óleo e os ovos e triture por dois minutos. Retire para uma taça e envolva depois a farinha com o fermento. Coloque a massa numa forma untada e enfarinhada e leve ao forno até estar cozido (cerca de 45minutos a 175°C).

Na Bimby: coloque no copo a laranja inteira e o sumo das laranjas, pique 15segundos/vel9. Junte o açúcar, o óleo e os ovos e programe 2min/37°C/vel4. Adicione a farinha e o fermento e envolva 15segundos/vel3. Coloque a massa numa forma untada e enfarinhada e leve a cozer ao forno (45 minutos a 175°C).

PS: com cobertura de chocolate derretido fico divinal!!!

Apreciem ;)

domingo, 20 de setembro de 2015

Molho Pesto com Queijo da Ilha


Sou louca por massas!!! Qualquer massa: fresca, seca, caseira ou de compra... gosto de todas!!! E com molho pesto então......

Já há que tempos que andava para o fazer, os de compra são muito salgados... eu acho!!! Então lá fui ao meu cantinho das ervas - um pequeno espaço que há na nossa terra e que é o único local 'seguro' dos cães (pestinhas destruidores de plantas - muito fofos e adoráveis, mas pestes!) - apanhar um monte de folhas de manjericão :) Em relação ao queijo, não usei o tradicional parmesão mas sim Queijo da Ilha que trouxe dos Açores.

O resultado foi ótimo...e tive logo de testar o molho num simples prato de esparguete cozida a acompanhar um ovo escalfado (é a minha forma preferida de consumir o ovo). Olhem só vos digo que estava divinal, muito simples e saboroso. Não houve tempo para a foto do prato de tão bom que estava eheheheh

Cá vai a receita do meu molho pesto, feito com a ajuda da amiga Bimby:

50g de queijo da ilha
1 dente de alho
30g de pinhões
80g de folhas de manjericão (é muita folha!!!)
150g de azeite
Sal qb

Pique o queijo finamente num robot de cozinha ou picadora (10segundos/vel9).
Junte o alho, os pinhões, o sal e as folhas de manjericão e pique novamente (15segundos/vel9).
Acrescente o azeite e triture bem (velocidade 5, mantenha o copo medidor na tampa da Bimby e verta o azeite na tampa - este irá escoar para dentro da máquina em pequenas porções).
E está feito!!!
Guarde num frasco esterilizado e no frigorifico. Coloque um pouco de azeite em cima do molho para ajudar a conservar.

Apreciem ;)

sábado, 19 de setembro de 2015

Pizzas caseiras

Chega o fim de semana e apetece comer coisas destas!!!

Pizza de chourição ibérico e queijo da ilha:

Pizza de mozzarella, presunto e orégãos:

Estas pizzas foram inventadas e saíram bem boas, a de mozzarella foi a eleita por todos cá em casa como a melhor... 

A massa foi feita com ajuda da Bimby, sendo a receita do livro base, e o molho de tomate foi um pacote de tomate frito (pronto a usar) que estava a terminar o prazo!!!

Aqui vos deixo a receita.

Massa para pizzas:
200g de água morna
50g de azeite
1 colher de chá de sal
400g de farinha
5g de levedura seca (daquela tipo granulado; se preferir da fresca - típico fermento de padeiro - use 10g)

Misture todos os ingredientes até obter uma massa homogénea.
Tape e coloque num local quente. Deixe levedar até duplicar o volume (1:30h a 2h)

Montagem das pizzas:
Divida a massa em duas partes iguais e estenda cada uma delas numa superfície enfarinhada (pode fazer isto só com as mãos ou pode usar o rolo de estender massa), dando-lhe o formato que preferir (redonda, quadrada, retangular).
Coloque depois as bases numa folha de alumínio e num tabuleiro de ir ao forno (ou uma forma de alumino).
Disponha o tomate frito (pode comprar ou fazer em casa) e espalhe bem, e um tomate sem pele e sementes picadinho.
Disponha depois os 'recheios':
1 - rodelas de chourição e queijo da ilha ralado; regue com um fio de azeite
2 - um queijo mozzarella às fatias, presunto em pedacinhos e orégãos; regue com um fio de azeite
Leve ao forno para derreter o queijo e tostar a gosto.

E estão feitas as pizzas :)

PS: esta massa é bem fofinha e come-se muito bem.

Apreciem ;)


sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Panquecas de Aveia com Banana


Mais uma receita de panquecas :) super saudáveis e com banana - tenho uma perdição por panquecas e por banana, logo esta é uma junção perfeita.

São ótimas para um lanche, mas neste caso são para o pequeno-almoço de hoje :) polvilhadas com canela (outro dos meus ingredientes preferidos!) e acompanhadas com um iogurte natural com bagas de goji... há que começar bem o dia.


Cá vai a receita das panquecas, que mais uma vez foi adaptada de um livrinho de receitas da revista Activa:

130g de farinha de aveia
2 colheres de sopa de açúcar mascavado
2 colheres de chá de fermento em pó
1 ovo
1 colher de sopa de azeite
1,5dl de leite de Aveia
0,5dl de água
1 pitada de sal
1 banana

Misture todos os ingredientes à exceção da banana!
Coloque uma pequena noz de manteiga numa frigideira antiaderente pequena. Leve ao lume e assim que estiver quente coloque uma porção de massa a cozinhar. Coloque rodelas de banana (coloquei 4) na massa, vire assim que estiver cozida o suficiente. Deixe cozer desse lado (cuidado que banana carameliza e pode colar, tem de se ir abanando a frigideira para evitar isso).
Repita o processo até terminar a massa.

E já está :)

Esta receita rendeu 6 panquecas.

Apreciem ;)

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Bolo de Iogurte de Morango com Maçã e Canela


Este bolo é assim daqueles que toda a gente faz né?! De qualquer das formas vou passar a receita ;) tenho outra receita de bolo de iogurte mas não consigo encontrar a revistinha (imaginem a quantidade!!!) que fica já prometida assim que for encontrada.

Esta é bem simples e enriqueço-a com maçã em fatias e um pouco de canela em pó.

4 ovos
1 iogurte aroma de morango (natural ou outro aroma a gosto)
3 medidas do copo de iogurte de farinhacom fermento
3 medidas do copo de iogurte de açúcar
1 medida do copo de iogurte de óleo
1 colher de chá de fermento em pó
2 maçãs em fatias
Canela em pó qb


Bata os ovos cerca de uns 5 minutos. Adicione o açúcar e bata mais uns minutos. Lentamente junte o óleo e assim que obter uma massa homogénea desligue a batedeira.
Envolva o iogurte e a farinha com o fermento na massa anterior.
Unte uma forma com manteiga e polvilhe com farinha, coloque metade da massa do bolo na forma. Disponha a maçã às fatias pela massa e polvilhe com canela. Coloque a restante massa em cima da maçã.
Leve ao forno para cozer (cerca de 45 minutos a 175°C).

Apreciem ;)



quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Doce de Pêssego e Baunilha


Este doce é bem leve e, ao contrário do que achava (por não ser grande apreciadora de baunilha), nem se dá muito pela baunilha. Fica com um efeito muito bonito pois há pequenas bolinhas pretas, sementes da baunilha, espalhadas por todo o doce!

A inspiração veio do fato de ter uma caixa cheia de pêssegos que vieram de casa da tia e que se estavam a estragar: a velocidade a que amadurecem é superior à de consumo... então tinha de fazer alguma coisa com eles ;)

A receita original vi no livro Feito em casa da Joana Roque, autora dos blogs As minhas receitas e A economia cá de casa (visitem, ela é uma espetáculo e dá muitas dicas jeitosas).

Cá vai a receita:

1 kg de pêssegos limpos e arranjados
750g de açúcar
1 vagem de baunilha

Depois de despelar os pêssegos, lave-os e corte-os em pedacinhos pequenos.
Coloque os pêssegos num tacho, junte o açúcar e a vagem de baunilha (abra ao meio, raspe as sementes e junte tudo à fruta com o açúcar).
Deixe macerar por umas horas (3 a 4 horas) - este é o truque que uso para fazer doces e compotas: deixo macerar tudo para que a fruta liberte os seus sucos e dissolva, naturalmente, o açúcar (não cozo a fruta!!!).
Leve ao lume, sempre com atenção e mexendo para que a fruta não pegue ao fundo do tacho e não queime. Deixe ao lume cerca de 45 minutos, se a fruta nao se defizer triture com a varinha mágica (foi o meu caso). Vá deixando reduzir até estar no ponto que mais aprecia, não deixe demasiado reduzida para não endurecer o doce!!!

Guarde em frascos de vidro, devidamente esterilizados.

Os meus já aguardam o Natal para umas ofertas caseiras :)

Apreciem ;)

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Muffins de Espinafres


A receita que vos deixo hoje acaba por ser bem saudável. Nem sempre os bolinhos têm de ser cheios de calorias, gordura ou açúcar!!!

Já fiz bolo de espinafres e gostei, por isso decidi procurar outro tipo de bolo de espinafres... mais tipo vegetariano.

A receita foi adaptada deste sítio:
http://thegreenforks.com/popeye-muffins/

Cá vai:
1 chávena de chá de farinha integral
1 chávena de chá se farinha de aveia
3/4 chávena de chá de açúcar mascavado
3/4 chávena de chá de leite
1/4 chávena de chá de óleo
3 mãos cheias de folhas de espinafres
1 banana
2 colheres de chá de fermento em pó
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
2 colheres de chá de canela em pó
2 colheres de chá de essência de baunilha
1 colher de café de sal

Numa taça coloque todos os ingredientes secos e misture-os bem.
Triture o óleo com o leite, a baunilha, a banana e os espinafres (usei a Bimby, mas podem usar a varinha mágica ou um liquidificador).
Misture o líquido resultante com os ingredientes secos.
Coloque forminhas de papel em formas de alumínio ou silicone próprias para queques, não necessitando de untá-las (é um truque que nos poupa bastante tempo ;)).
Distribua a massa pelas forminhas e leve ao forno cerca de 15 minutos a 175°C.

Ps: com uma cobertura simples de chocolate derretido ficam uma delícia :)

Apreciem  estes muffins do Popeye ;)

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Torta de Amêndoa do Algarve


Esta receita está na família há alguns anos, foi dada à minha mãe através de uma senhora para a qual ela trabalhava.

Só vos digo uma coisa sobre esta torta: de-li-ci-o-sa!!! :D

E ainda por cima é muito simples de fazer.

Aqui vos deixo a receita desta maravilha algarvia... ah chamo-a torta de amêndoa à algarvia porque a maioria das tortas de amêndoa leva farinha e esta não!!!

Esta foi feita com ovinhos caseiros e amêndoa da nossa, daquela que somos nós a apanhar e sabemos que é mesmo algarvia ;) e olhem que as maganas dão mesmo muito trabalho a apanhar, mas valem a pena!!!

Bom, cá vai a receita (dá para cerca de 12 pessoas):

Torta:
10 claras à temperatura ambiente
250g de açúcar
250g de amêndoa picada (com pele)

Bater as claras em castelo, assim que estas estiverem fofas ir adicionando o açúcar e deixar bater mais uns minutos (para desfazer o açúcar).
Incorporar a amêndoa picada (não utilizar a batedeira!!! é mesmo para envolver com uma espátula para que não se retire o ar existente nas claras).
Untar um tabuleiro de forno, forrar com papel vegetal e untar bem este.
Espalhar a massa das claras e amêndoa uniformemente neste tabuleiro e levar ao forno médio/brando por 15 minutos (aqui têm de ter em conta o vosso forno).
Não deixar a torta cozer demasiado, para que não fique muito seca.

Doce de ovos:
10 gemas
275g de açúcar
água q.b.

Colocar o açúcar num tacho pequeno, cobrir o açúcar com água (basta colocar água para cobrir mesmo). Mexer bem para derreter um pouco do açúcar (eu costumo deixar derreter mesmo todo o açúcar). Levar ao lume para reduzir e até formar uma calda espessa (cerca de 10/15 minutos a ferver será o suficiente).
Retirar do lume e deixe arrefecer.
Bater as gemas e adicionar à calda de açúcar já morna. Misturar bem.
Levar a lume brando para engrossar, mexendo sempre para que não pegue ao fundo do tacho nem queime.

PS: o doce de ovos tem de estar já feito com alguma antecedência para poder ser usado para rechear a torta.

Montagem:
Assim que a massa de claras e amêndoa estiver cozida, retire do forno e coloque uma camada de doce de ovos por cima da massa (não exagere!).
Comece a enrolar a torta (mesmo no papel vegetal), com algum cuidado vá descolando a massa do papel sem partir, até estar toda enrolada. Feche bem o papel, pressione para que a torta fique presa e não desenrole e coloque numa travessa e leve ao frio algumas horas (para que a massa e o doce fiquem mais duros).
Decore com doce de ovos, amêndoa picada, pérolas, flores de pasta de açúcar, etc...

Apreciem :)

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Farófias com leite creme


Ora depois de umas arrumações ao congelador e arcas frigorificas, o inventário declarou que havia cerca de quinze taças com muitas claras congeladas!!! Congelo as claras pois ficam idênticas e com as mesmas propriedades depois de descongeladas (ao natural - nada de as aquecer!!!).
Portanto ficou mais que decidido que tínhamos de pensar em 'coisas' com claras... E há uma imensidão de receitas que usam só claras.

A receita de hoje são farófias, que foram depois servidas com leite creme de pacote (a sério!!! Prefiro com leite creme do caseiro ou doce de ovos mas queria aproveitar as claras congeladas e o objetivo era não gastar mais ovos...).

Aqui vai a receita:

6 claras
125g de açúcar
Sumo de meio limão
1 litro de leite
Casca de limão
Pau de canela


Bata as claras em castelo. Quanto estiverem firmes, adicione o açúcar e o sumo do limão e bata mais uns minutos (para o açúcar desfazer).
Coloque o leite, a casca de limão e o pau de canela ao lume. Deixe levantar fervura e baixe para lume brando.
Vá colocando colheradas (eu uso a colher grande de servir à mesa, mas podem usar uma colher normal) de claras e deixe cozinhar de ambos os lados uns minutos.
Retire com uma escumadeira e coloque sobre uma rede a escorrer ou papel de cozinha.
Transfira para uma taça de servir e vá dispondo as farófias.
Quando terminar, Regue com o leite creme (frio) e polvilhe com canela em pó.
Reserve no frio.

PS: prometo que quando fizer com leite creme caseiro ou creme de ovos mostro aqui ;)

As visitas adoraram... Apreciem :)

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Bolo de limão e coco


A receita de hoje é este bolinho bem perfumado, leve, fofo e delicioso :)
Mais uma vez recorri à revista TeleCulinária Gold de janeiro de 2015 e retirei a receita de lá (já agora para quem acha estranho que se tenha sempre montes de revistas com receitas cá por casa: isto é um vício!!! Apanhei da minha mãe eheheheh a maior parte das revistas acabo por comprar em promoções: ou seja, não as compro na altura em que saem, compro-as 'fora de época' e pago menos por um conjunto de duas ;) é uma espécie de saldos das revistas; afinal no poupar é que está o ganho).

Vamos ao que interessa, o bolo! Ora fi-lo na 2ª-feira à tarde e, hoje 4ª-feira de manhã, já só há 1/4 de bolo... e não fui eu!!! Comi apenas uma fatia, pequena!!! Ora o bolo deve ter ficado bom né?! 

Cá vai a receita:

180g de açúcar
180g de farinha (uso com fermento)
100g de manteiga
2dl de leite de coco
6 ovos
1 colher de chá de fermento em pó
Sumo e raspa de um limão

Numa tigela bata os ovos, 5 minutos na 1ª velocidade e depois mais 5 minutos numa velocidade superior.
Acrescente o açúcar e bata mais 5 minutos.
Aqueça o leite e a manteiga, só até que esta derreta.
Pare de bater os ovos. Junte o leite, a manteiga, o sumo e raspa de limão e a farinha com o fermento. Envolva cuidadosamente até não haver grumos de farinha.
Coloque a massa numa forma, previamente untada e enfarinhada, e leve a cozer.
Quando o bolo estiver cozido, desenforme e polvilhe com coco ralado (opcional).

São servidos?!


terça-feira, 8 de setembro de 2015

Bolos lêvedos

 
  

 E a receita que vos trago hoje são estes bolinhos/pães típicos dos Açores. Conheci em agosto aquando da minha visita à Ilha de São Miguel e fiquei fã :)

Entretanto vi esta receita no blog Su Delícia e fiquei cheia de vontade de experimentar...

Segui a receita à risca e saíram bem bons :) e desde já agradeço à autora do blog por ter partilhado esta receita tão boa :)

  
A receita é a seguinte:

200ml de leite
1 colher de sopa de margarina
15g de fermento de padeiro
400g de farinha sem fermento
100g de açúcar
1 ovo
raspa de 1/2 limão

Colocar o leite e a manteiga num recipiente e aqueça.
Juntar todos os ingredientes numa taça e amassar bem.
Deixar repousar por 6 horas num local quentinho.
Forme 6 bolas de massa, coloque num tabuleiro enfarinhado e deixe levedar mais 40 minutos.
Polvilhe uma frigideira antiaderente com farinha e leve ao lume médio, coloque uma bola de massa e deixe cozer até ficar com a crosta tostadinha. Vire e deixe tostar do outro lado. Repita para as outras bolinhas de massa.

E estão feitos :)
Eu adorei, espero que vocês também gostem.

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Panquecas com canela, gengibre, cardamomo e... farinha de grão!!!

 

E este fim de semana começou com um pedido inesperado... um amigo do meu pai pediu-lhe para me pedir uma receita (sim, recebo pedidos através dos amigos do meu pai!!!): panquecas!!!

Ora passei-lhe a receita para ele levar e depois fiquei com vontade de fazer... e ainda por cima tinha cá por casa uma farinha nova para experimentar: farinha de grão, que comprei na vizinha Espanha. Ainda vou a Espanha, mais propriamente Ayamonte (ao Mercadona), comprar algumas coisas e atestar o depósito do carro... ainda compensa, mas é óbvio que há que saber fazer as compras, nem tudo é mais barato e como em tudo na vida, há que saber escolher.

Bom, voltemos às panquecas :) as da foto foram feitas com farinha de grão, canela, gengibre em pó e cardamomo... mas podem fazer como quiserem: farinha normal, integral, de espelta, arroz, aveia, amêndoa... enfim, um sem fim de possibilidades. E também podem adicionar os 'temperos' ao vosso gosto: limão, laranja, fruta (banana, mirtilos), etc.... é só dar largas à imaginação :)

Ficam ótimas para o pequeno almoço ou para um lanche.

Aqui vos deixo a receita base que uso sempre, e que retirei de um livrinho daqueles de receitas que vinha com a revista Activa (este intitula-se 30 receitas em 30 minutos: crepes e panquecas):

160g de farinha
30g açúcar
2 ovos
2 colheres de sopa de manteiga
1,5 dl de leite
0,5 dl de água

Junte o leite, a água e a manteiga e aqueça até a manteiga derreter (aqui uso o micro-ondas).
Numa tigela misture a farinha e o açúcar, adicione depois os 2 ovos batidos e os restantes líquidos. Bata tudo com uma vara de arames (não podem ficar grumos na massa) e deixe repousar 30 minutos.
Para cozinhar as panquecas utilize uma frigideira antiaderente pequena: coloque uma noz de manteiga e deixe derreter, vá colocando porções de massa e deixe cozinhar de ambos os lados (uso uma conha da sopa para medir a massa). Repita o processo até terminar toda a massa.
Sirva as panquecas acompanhadas com canela, mel e frutos secos, compotas a gosto, iogurte, etc...

PS: esta receita dá-me para 8 panquecas... vai depender da quantidade de massa que colocam na frigideira e também do tamanho da mesma.

Apreciem :)

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Sonhos de abóbora



Estes sonhos são da vossa cor preferida ;) e são sempre doces :)

Andei à procura de uma receita de sonhos de abóbora que fossem fáceis de fazer e encontrei esta receita bem simples... com esta receita lembrei-me do Natal (já só faltam pouco mais de 100 dias!!!).

Isto porque abóboras é o que não falta por estes lados, já não sei o que lhes fazer!!! Entre doce, bolo, sopa e quinoa, lembrei-me que também há sonhos... para além de ter congelado alguma já limpa e ao cubos para bases de sopas e mais bolos e doces!!!

Alguém tem mais ideias para o que fazer com muitas abóboras?? Sugestões aceitam-se ;)

Aqui vos deixo a receita destes sonhos, espero que façam e depois contem-me como correu.

500g de abóbora cozida
350g de farinha
150g  de açúcar
2 ovos
2 colheres de sopa de fermento
1 colher de café de sal
raspa de meia laranja
raspa de meio limão
½ dl de aguardente

Separe as gemas das claras. Bata as claras em castelo e reserve.
Junte as gemas e a abóbora, misture bem com um garfo. Adicione o açúcar e as raspas de laranja e limão e misture bem.
Adicione a aguardente, o sal, a farinha e o fermento e misture bem.
Envolva as claras em castelo e frite as colheradas em óleo quente (não pode ser demasiado quente, para não queimar).

Ainda quentes, passei-os por açúcar e canela.

Apreciem ;)

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Delícia de Ananás


Mais uma vez aqui vos deixo uma receita feita com a ajuda da 'amiga' Bimby... ao início achei uma loucura quando a minha mãe veio com a ideia de comprar a maquineta!!! Depois apercebi-me que é um eletrodoméstico fantástico (bem caro, é verdade... mas muito bom).

Esta receita é bem fácil, muito leve e fresca... é claro que também podem fazer sem a Bimby!!! E também podem adaptar utilizando outra fruta (exemplos: pêssego e gelatina de pêssego).

1 lata de ananás em calda (por favor não usem ananás fresco, é muito ácido e pode azedar)
1 embalagem de gelatina de ananás (uma caixa com duas saquetas)
1 lata de leite condensado
6 ovos

Para quem não tem a Bimby:
Bater as claras em castelo e reservar.
Num tacho colocar o leite condensado e as gemas, misturar bem.
Juntar o sumo da lata de ananás (todo!) com a gelatina, misturar bem e juntar ao creme que está no tacho. Deixar aquecer bem a mistura, para que toda a gelatina dissolva (não precisa deixar ferver). Deixar arrefecer
Cortar o ananás em pedacinhos.
Envolver o creme com as claras e colocar num pirex, deitar os pedacinhos de ananás dentro da mistura (tente fazê-lo de forma a ficar bem espalhado pelo pirex). Levar ao frio até a gelatina solidificar (eu costumo fazer de um dia para o outro).

Para quem tem Bimby (ou outro robot de cozinha):
No copo colocar a borboleta e bater as claras em castelo durante 6 min na vel. 3* Reservar.
Depois colocar o leite condensado com as gemas durante 2 min. vel. 1 1/2 . Juntar depois o sumo da lata de ananás com a gelatina e programar 1 min. vel.1 1/2 .
No final  colocar numa taça ou pirex e envolver o ananás partido aos bocadinhos. Vai ao frigorifico.
*Este passo não faço na Bimby, as claras em castelo nunca me saem bem na maquineta!!!

Apreciem ;)

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Quiche de Tofu



A sugestão para hoje é esta quiche, muito saudável, com massa integral e com tofu. É ideal para os mais esquisitos... aqueles que torcem o nariz ao tofu e à comida vegetariana... é vê-los a comer a quiche e a repetir eheheh

Bom, ao que interessa: podem servir como entrada ou como refeição principal. Podem servir num jantar em vossa casa, num jantar de amigos (fica ideal para levar quando se vai a casa de alguém) ou até num piquenique (acho que as quiches são perfeitas para levar para fora).

A vantagem desta quiche é que é super saudável: não leva queijo, a proteína é vegetal, leva natas de soja (que podem ser substituídas por leite ao vosso gosto) e a massa é integral!!!

A receita é da revista Bimby de agosto de 2013. Quem não tem Bimby, ou outro robot de cozinha, faz a massa à mão e o recheio no tacho e tá pronto para ir para a tarteira.

Cá vai a receita:

Recheio
(1)
200g de tofu
2 dentes de alho
10g de azeite
1/2 colher de chá de sal

Desfaça o tofu com as mãos, misture o azeite, o sal e os alhos bem picadinhos (no robot de cozinha: colocar tudo no copo e misturar 3seg./vel.5).
Deixe marinar 30 minutos.


Massa
35g de água
70g de manteiga (à temperatura ambiente)
70g farinha
70g farinha integral

Misturar todos os ingredientes até obter uma massa homogénea (no robot de cozinha: colocar tudo no copo e misturar 10seg./vel.6).
Estique a massa e forre uma tarteira (devidamente untada e enfarinhada) com a massa.
Dica: pique a massa com um garfo, depois de estar na tarteira, para facilitar a passagem do calor.


Recheio
(2)
20g de azeite
100g cebola roxa
3 pés de salsa
150g de milho
1 c. chá de sal
1 pitada de pimenta
200g de natas de soja
1 ovo

Pique a cebola e a salsa e refogue 5 minutos (no robot de cozinha: colocar no copo o azeite,a cebola e a salsa, pique 5seg./vel.5 e refogue 5min./varoma/vel.1).
Adicione o tofu reservado, o milho, o sal e a pimenta, misture e deize cozinhar 5 minutos (no robot de cozinha: colocar tudo no copo e programe 5min./100ºC/inversa/vel. colher de pau).
Deite na tarteira e espalhe uniformemente.
Misture o ovo com as natas, bata e coloque sobre o recheio de tofu (no robot de cozinha: colocar tudo no copo e misturar 5seg./vel.4).
Leve ao forno até estar cozida (não dou aqui dicas de tempo nem temperatura pois depende do forno que se usa!!!).

Espero que gostem.

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Blocos de notas feitos com disquetes

 
 
 
Há uns tempos andei em arrumações no meu escritório e encontrei um monte de disquetes usadas e que já não tinham uso... a não ser de recordação do 'eu sou do tempo da disquete'!!!

Ora bem, há que reduzir o desperdício e não podiam ir assim para o lixo sem mais nem menos.

Toca de ir à net procurar o que fazer com disquetes... e encontrei este sítio, onde mostra o passo a passo de como fazer estes blocos de notas bem engraçados:

http://www.instructables.com/id/Notebook-from-old-Floppy-Disks/

O papel de várias cores comprei na Staples e já têm o tamanho certo para o trabalho, ou seja é só furar as folhas e cozer com linha de cor a vosso gosto (eu como só tinha disquetes pretas, usei linha preta por achar que ficava melhor).

Estes blocos já usei para oferecer no Natal de 2014 e devo dizer que todos acharam muito original.
E vocês que acham?